TJ solicita imagens de vídeo

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte solicitou dia (8), à padaria Mercatto, os vídeos do circuito interno de segurança do dia 29 de dezembro de 2013, quando o desembargador Dilermando Mota se envolveu em confusão com garçom e clientes do estabelecimento. A solicitação foi assinada pelo juiz auxiliar da Presidência do TJRN, Raimundo Carlyle.

135377

No texto do ofício encaminhado ao representante legal da padaria, o pedido é justificado pela necessidade de se apurar informações quanto a possíveis faltas ou atitude irregulares de Dilermando Mota. As imagens serão analisadas durante a investigação já aberta pelo presidente do TJ, desembargador Aderson Silvino.

No dia 29 de dezembro, foi publicado um vídeo em que o desembargador Dilermando Mota e o empresário Alexandre Azevedo discutem devido a supostas ofensas proferidas pelo magistrado a um garçom. O empresário, também cliente, teria saído em defesa do funcionário do estabelecimento, quando começou o bate-boca.

Ainda em vídeos publicados, o desembargador Dilermando Mota aparece determinando que policiais militares levem o empresário a uma delegacia, enquanto os demais clientes são contrários e defendem que o empresário permaneça na padaria. No áudio é possível ouvir Dilermando Mota falando que entrará em contato com o comandante da Polícia Militar, coronel Francisco Canindé de Araújo Silva, e dizendo “bando de cagão”, quando é confrontado por uma mulher que o chama de “seu m…” e reclama por suposto abuso de autoridade. Ninguém foi preso.

Fonte: TN

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*