SINDICATO DOS BANCÁRIOS DO RN DIZ APOIAR GREVE DOS VIGILANTES QUE AFETA SERVIÇOS FINANCEIROS

Definida em assembléia da categoria na quarta-feira passada, a greve dos vigilantes patrimoniais no Rio Grande do Norte foi iniciada nesta segunda-feira (02). E os efeitos do movimento são refletidos no andamento dos serviços prestados pelos bancos.

Em meio a essa situação, o Sindicato dos Bancários do RN se posicionou sobre a mobilização e diz apoiar a greve deflagrada pelo Sindicato Intermunicipal dos Vigilantes (Sindsegur).

“A greve dos vigilantes é legítima e sofreu um golpe no dia 23 ao ser proibida por decisão judicial. O Sindicato dos Bancários reconhece o direito dos trabalhadores  e apoia a decisão da categoria”, destacou trecho do material divulgado no site oficial da entidade.

“No entanto, esclarece aos bancários que devem permanecer nas agências, mesmo que elas não sejam abertas ao público, pois trata-se de uma greve de vigilantes e não seria possível a negociação de faltas dos bancários, caso a agência insista em abrir suas portas”, orienta o Sindicato dos Bancários ainda na mesma postagem, sugerindo que o bancário mantenha-se na agência, mas, não trabalhe em caso de não haver vigilantes.

“Em caso de haver um contigente mínimo de vigilantes na agência, deve-se manter o expediente interno, mas sem o atendimento ao público. Em caso do número de vigilantes estar normal na agência, o trabalho deve ser mantido normalmente”, acrescenta o Sindicato dos Bancários, esclarecendo que a orientação segue o manual da Polícia Federal e denunciando que agências do Bradesco e Itaú estariam abrindo as portas sem o número mínimo de trabalhadores no setor de vigilância, colocando em risco a vida de funcionários e clientes.

O Sindicato dos Bancários informa ainda que “já encaminhou denúncia à Polícia Federal e à Delegacia Regional do Trabalho contra as agências que insistem em abrir suas portas mesmo com a ausência dos trabalhadores vigilantes. Reafirmamos a orientação de que os bancários não devem mexer com valores na ausência de segurança, seguindo as normas da Polícia Federal.”

Reivindicações

O Sindsegur diz que a categoria reivindica a proposta de 12% de reajuste e 15 reais de vale alimentação; além de melhores condições de trabalho.

DF

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*