Servidores denunciam UTI móvel ‘inutilizada’ em hospital na capital

uti

Uma ambulância equipada com Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) móvel, como as do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi entregue no início deste mês ao Hospital Dr. José Pedro Bezerra, mais conhecido como Santa Catarina, na zona Norte de Natal. Porém, até hoje, nenhum paciente teria sido atendido pelo equipamento novo. E não foi por falta de necessidade.

De acordo com os servidores da unidade hospitalar, que fizeram a denúncia ao Sindicato dos Servidores da Saúde (Sindsaúde/RN) na semana passada, durante um ato público realizado no local, a ambulância está parada simplesmente por falta de emplacamento. “Recebemos a informação de um motorista do hospital. Ele nos disse que a ambulância está lá há mais ou menos um mês, mas não pode ser usada, porque não fizeram o emplacamento até agora”, afirmou a coordenadora-geral do sindicato, Simone Dutra.

A ambulância nova está estacionada no pátio do hospital, sob sol e chuva, próxima ao tanque de oxigênio da unidade.  As fotos comprovam que o carro continua sem placas. Os servidores informaram que existem outros dois veículos do tipo no hospital, que são usados para transferência de pacientes ou para levá-los a exames em outros hospitais da rede estadual de saúde. Porém nenhuma delas teria a UTI para alto risco como a que está estacionada.

“Informaram que um paciente precisou fazer um exame no Hospital Walfredo Gurgel e teve uma parada respiratória dentro da ambulância, em cima da ponte nova (Newton Navarro). Se tivesse a UTI, o atendimento seria melhor e os riscos menores”, considera Simone. Ela ainda argumenta que os carros mais antigos muitas vezes quebram e não têm manutenção. “É um absurdo ter um equipamento novo parado, enquanto os pacientes continuam sendo transportados em péssimas condições”, avaliou.

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte (Sesap), que é responsável pela gestão do hospital Santa Catarina, negou que o veículo esteja parado no local há tanto tempo. Através de sua assessoria de imprensa, a pasta afirmou que o equipamento foi entregue há dez dias e que o processo de emplacamento corre no Departamento Estadual de Trânsito (Detran), com previsão de conclusão ainda nesta semana.

A ambulância com UTI para pacientes de alto risco custou R$ 157 mil aos cofres públicos e foi enviada pela Rede de Urgência e Emergência do Ministério da Saúde. As UTIs móveis possuem equipamentos como reanimadores, respiradores, kit de oxigênio, monitores, entre outros.

Os servidores do Hospital Santa Catarina fizeram um ato público na frente da unidade na semana passada. Os profissionais denunciaram o déficit de trabalhadores, a superlotação e as más condições de trabalho. Em reportagem realizada no mês passado, a diretoria da unidade e a Sesap, reconheceram os problemas e afirmaram que estavam tomando medidas para tentar melhorar a situação.

O sindicato tem assembleia agendada para o próximo dia 7, e podem votar indicativo de greve. Eles querem reajuste de 27% nos salários, nomeação do cadastro reserva do último concurso e realização de novos concursos.

JH

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*