SENDO PASSÍVEL DE RECURSO – NO MOMENTO NINGUÉM É TOTALMENTE DEFERIDO OU INDEFERIDO

FRANÇUAL RODRIGUES

Por Françual Rodrigues

Particularmente não costumo discutir política com ninguém, se bem que é um assunto cativante, mas que a história tem nos apresentado, grandes lideranças e resultados determinados pelo povo.

Com muito respeito a todos os concorrentes, acompanho de perto e sinto diferença grande, as pessoas tendem a manter o atual projeto de governo. Não que seja contra ninguém e sim por ser a favor do bem estar de todos.

Desde 2000, estive efetivamente, envolvido em todos os pleitos em Guamaré. Em termos de justiça de tudo aconteceu até então, tivemos vitoriosos e derrotados. E continuamos no mesmo caminho, sempre, está no DNA da política local.

Penso que tudo acontece assim mesmo. Em Guamaré, um fato rotineiro são as ações judiciais que geram incertezas. Mas que a população tem feito a sua parte aprovando o candidato e as propostas que lhe faz bem.

Também, o termo “passível de recurso”, não torna o jogo finalizado. A justiça já tomou, em toda nossa história, decisões com fundamentos opostos a primeira instância.

Então amigos, não se enganem, ainda não é hora de considerar nenhum candidato totalmente deferido ou indeferido, é bom esperar todas as instâncias funcionarem.

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*