Reunião entre o Sindmarn e o Detran-RN

saúdeO Sindmarn – Sindicato dos Condutores de Ambulâncias do Rio Grande do Norte, reuniu-se na manhã desta segunda-feira (14) com o Sr. Willy Saldanha, diretor Geral do Detran-RN; o Sr. Manuel Ferreira, chefe de gabinete; e o Sr. Jacó de Oliveira, assessor técnico do órgão.

A pauta da reunião foi a reivindicação de três mil cursos de condutores de veículo de emergência, destinado à qualificação profissional dos condutores de ambulâncias do nosso estado.

De acordo com o código de trânsito brasileiro (leia a seguir), o condutor de ambulância tem que comprovar treinamento especializado para o exercício da profissão.

“Art. 145-A. Além do disposto no art. 145, para conduzir ambulâncias, o candidato deverá comprovar treinamento especializado e reciclagem em cursos específicos a cada 5 (cinco) anos, nos termos da normatização do Contran”.”

Acontece que a maioria dos profissionais que conduzem ambulâncias no nosso estado, não tem a qualificação necessária exigida pela Código de Trânsito Brasileiro (CTB), e o motivo é simples, a média salarial é de um salário mínimo. Sendo assim, esses profissionais não dispõem de recursos para custear o curso exigido, além de terem que arcar com as taxas do Detran-RN, sem sacrificar a renda familiar.

Wanderson Pires, presidente do Sindmarn, sugeriu a inclusão das vagas solicitadas no convênio existente entre o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através do Detran-RN junto ao SEST/SENAT destinado à qualificação profissional e educação no trânsito.

O diretor Geral do Detran-RN se prontificou a realizar o levantamento do convênio, demonstrou interesse em contribuir com a categoria. Ainda nesta semana, o dirigente dará um retorno sobre o pleito solicitado.

Juntos somos fortes!
Sindmarn – Sindicato dos Motoristas de Ambulância do Estado do Rio Grande do Norte

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*