Projeto para prevenção de incêndios ajuda população a se conscientizar e evita pânico

Fatima Souza

Prevenir incêndios é tão importante quanto saber apagá-los ou mesmo saber como agir corretamente no momento em que eles ocorrem. O início de incêndio e outros sinistros de menor vulto podem deixar de se transformar em tragédia, se forem evitados e controlados com segurança e tranquilidade, por pessoas devidamente conscientes das medidas necessárias de prevenção.

Buscando contribuir para a conscientização das pessoas sobre a prevenção contra incêndio e pânico, a professora Maria de Fátima de Souza, do Centro de Biociências (CB) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), desenvolveu o projeto “Educação ambiental como instrumento para prevenção contra incêndio e pânico”.

A iniciativa fez parte de um Trabalho de Conclusão de Curso do aluno de graduação em Ciências Biológicas e vistoriador do Corpo de Bombeiros, Daniel Liberato. O projeto tem sido administrado pensando no atual processo de crescimento imobiliário na cidade do Natal (RN), onde se destacam a verticalização e popularização de estruturas de moradia como condomínios, com a construção de apartamentos para uso habitacional.

Nessa situação, surge a preocupação no que se refere à prevenção contra incêndio e pânico, tema alvo do projeto. Tal inquietação está relacionada a vários fatores, como o elevado número de itens, que constituem o rol das recomendações para prevenção e o desconhecimento prático da população quanto a esses itens.

A prudência também é outro fator primordial no combate aos incêndios. Todos sabem que qualquer instalação predial deve funcionar conforme as condições de segurança estabelecidas por lei, que vão desde a obrigatoriedade de extintores de incêndios, hidrantes, mangueiras, registros, chuveiros automáticos (sprinklers) e escadas com corrimão.

Entre esses equipamentos, o mais utilizado no combate a incêndios é o extintor, que deve ser submetido à manutenção pelo menos uma vez por ano, por pessoas credenciadas e especializadas no assunto.

É importante também, além de adquirir e conservar os equipamentos de segurança, saber manuseá-los e ensinar a todos como acionar o alarme, funcionar o extintor ou abandonar o recinto, quando necessário, sem provocar tumultos.

Fátima Souza conta que o projeto é uma iniciativa importante para a sociedade, pois é necessário se criar uma compreensão acerca dos itens, que são destinados à prevenção de incêndios, tratando de torná-los mais conhecidos e assim possibilitar que haja sempre uma revisão nesses equipamentos.

O projeto conta com a participação efetiva de um vistoriador do Corpo de Bombeiros, que auxilia quanto à socialização sobre a prevenção de incêndios e pânico. Para tanto, a Educação Ambiental é utilizada como instrumento de desenvolvimento de atividade de produção e divulgação dos saberes, sobre itens fundamentais para a prevenção contra incêndios nas edificações.

Durante o projeto, foram feitas pesquisas no banco de dados do Serviço Técnico de Engenharia (SERTEN) do Corpo de Bombeiros, sobre relatórios de vistorias já realizadas, com o propósito de levantar os itens relacionados à prevenção contra incêndio e pânico mais negligenciados em condomínios residenciais com altura entre 15 e 60 metros em Natal.

A partir daí, foram selecionados os itens de caráter mais práticos e mais acessíveis à população para compor o material educativo a ser elaborado, com o objetivo de ser utilizado para socializar as informações relevantes para a prevenção de incêndios.

Atualmente, a iniciativa está na fase de produção de materiais educativos para uso em atividades de educação ambiental e eventos, tais como, a Semana de Prevenção contra Incêndio e Pânico do Corpo de Bombeiros.

Fátima Souza ressalta que é imprescindível a tomada de consciência por parte da população. Para isso, é necessário que ocorram ações educativas contra acidentes ocasionados por incêndios e, também, para que sejam tomadas providências por parte dos moradores de condomínios verticais, no sentido de atender aos itens de segurança recomendados pelas normas vigentes para a prevenção de incêndio e pânico.

Atenciosamente,

Marcos Neruber

Jornalista/UFRN – Centro de Biociências

Contatos: (84) 98797-3356 ou 99206-2343

Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Campus Universitário, BR 101 – Lagoa Nova

Cep.: 59.078-970 – Natal – RN

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*