Projeto “Ave Caipira” é ampliado e ganha aceitação Com grande procura o projeto está consolidado e com produção semanal crescente

galinha

O projeto Ave Caipira, da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), retomado há 30 dias, após a liberação do Certificado Sanitário expedido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), já pode ser considerado um  sucesso diante da grande procura por parte dos produtores rurais, principalmente, pequenos e médios.  Os pedidos são atendidos na Sede da Empresa, em Parnamirim,   ou em Caicó (Estação Experimental de Caicó).  Os pintos são entregues semanalmente nestes dois locais, às quintas-feiras.

A EMPARN está credenciada para produzir e comercializar pintos de um dia, dentro do projeto Ave Caipira. Segundo o Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento e pesquisador do projeto, José Flamarion de Oliveira, inicialmente estão sendo oferecidos de 15 a 20 mil unidades/mês, podendo chegar até 50 mil unidades/mês, dependendo da demanda.

Os  pintos de um dia, já vacinados e atendendo as normativas sanitárias vigentes no Plano Nacional de Sanidade Avícola (PNSA), estão sendo vendidos ao preço de R$ 2,50 as fêmeas e R$ 2,00 os machos. A EMPARN adquire matrizes originárias da França, através de uma empresa credenciada, com sede em Gramado/RS. O processo de incubação possibilita aumentar a produtividade e os controles sanitários.

O projeto Ave Caipira obteve uma grande aceitação nas décadas de 1990 e 2000, oferecendo uma boa alternativa de renda para o pequeno produtor rural. Com a promoção de cursos para pequenos criadores, dias de campo, exposições e distribuição de material didático específico, o projeto muito contribuiu para a disseminação da atividade de criação de galinha caipira no Rio Grande do Norte.

Estão sendo produzidas inicialmente duas linhagens, a Pescoço Pelado e a Tricolor, ambas de dupla aptidão, ou seja, são indicadas para produção de ovos ou para abate.  Com os novos lotes de matrizes e reprodutores, o projeto alcançará sua maturidade produtiva em termos de quantidade e continuidade.

Os interessados poderão obter maiores informações na Coordenadoria de Negócios Tecnológicos pelo telefone (84) 3232-5870, na Sede da EMPARN, que funciona na Estação Experimental do Jiqui, ou diretamente com a Gerência da Estação Experimental de Caicó, pelo telefone (84) 8138-1685.


EMPARN – Gerência de Transferência de Tecnologias e Comunicação
– Assessoria de Comunicação –

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*