Pequenos produtores rurais conhecem tecnologias da EMPAN

emarter [640x480]

Produtores rurais familiares da região do Mato Grande visitaram na última quarta-feira (22) a Estação Experimental de Terras Secas, em Pedro Avelino, para conhecer os resultados dos trabalhos de pesquisa nas áreas animal e vegetal, desenvolvidos pela Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) para a região do semiárido potiguar. A Estação de Terras Secas está inserida no Sertão Central, na região mais seca do Estado do Rio Grande do Norte.

Os pequenos produtores formaram uma caravana com representantes de diversos assentamentos dos municípios de Touros, São Miguel do Gostoso e Pedra Grande, que foi organizada pelos técnicos do Instituto Potiguar de Desenvolvimento de Comunidades (IDEC), que mantém com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) contrato para prestação de assistência técnica e extensão rural em assentamentos do Território da Cidadania de Mato Grande.

Estiveram presentes 26 pessoas entre técnicos e produtores, iniciando-se a visita com uma exposição sobre os experimentos com palma forrageira adensada e irrigada que a EMPARN mantém na estação experimental. Orientada pelo Diretor de Administração e Finanças da EMPARN e engenheiro agrônomo Alexandre de Medeiros Wanderley, a visita aos campos de palma, objetivou demonstrar para os produtores os resultados das pesquisas desenvolvidas nos últimos anos especialmente com diversas espécies desta forrageira, considerando aspectos importantes para a sua produção no que diz respeito à tolerância salina, densidade de plantio, frequência de corte, entre outros avanços científicos.

P1224860 [640x480]

Em seguida foram visitadas as instalações de caprinos e ovinos, nas quais foram extensivamente discutidos aspectos do sistema de produção desses animais na região do semiárido nordestino, como índices zootécnicos, manejo alimentar, sanitário e reprodutivo, com ênfase nas estações de monta; do sistema gerencial de pequenas propriedades sob a ótica empresarial e da comercialização dos produtos finais. Os trabalhos foram desenvolvidos pelo pesquisador da EMPARN Aurino Alves Simplício, que manteve com os produtores um intenso diálogo sobre os temas abordados.

A visita encerrou-se com a apresentação do rebanho bovino que a EMPARN mantém na Estação de Terras Secas. Alexandre Wanderley  falou sobre a raça Sindi, de característica leiteira, originária da província do mesmo nome, localizada no Paquistão. Esses animais são considerados de pequeno porte e têm uma boa aparência, sendo totalmente adaptados às regiões semiáridas.

Finalmente, no encerramento dos trabalhos, os produtores expressaram a grande satisfação que sentiram ao visitar pela primeira vez uma estação experimental da EMPARN e conhecer as tecnologias e os produtos por ela recomendados, ao tempo que os técnicos do IDEC renovaram a intenção de estreitar a parceria com esta instituição de pesquisa, em vista principalmente dos desafios por eles enfrentados na condução dos trabalhos junto aos assentamentos.

EMPARN – Gerência de Transferência de Tecnologias e Comunicação
– Assessoria de Comunicação –

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*