Núcleo de Genômica da UFRN inicia serviços de sequenciamento nucleotídico e análise de expressão gênica e imprime avanços na área da biotecnologia  

 ufrn

Por Marcos Neruber

Natal – RN (25 de Abril de 2017) – O sequenciamento nucleotídico em larga escala vem propiciando acesso ao patrimônio genético não só humano, mas de inúmeras espécies de interesse agronômico e pecuário, incluindo ainda espécies patogênicas para humanos, animais e plantas. Esse conhecimento vem sendo aplicado no melhoramento genético de espécies com interesse econômico, no desenvolvimento de medidas de prevenção, diagnóstico e tratamento de doenças, além da obtenção de produtos biotecnológicos com as mais diversas aplicações.

Para aprimorar esses estudos, o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica (LBMG) do Centro de Biociências da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) criou o Núcleo de Genômica (NUGEN) e iniciou serviços de sequenciamento nucleotídico e análise de expressão gênica.

De acordo com a professora Lucymara F. Agnez Lima, que junto com a professora Tirzah Braz Petta-Lajus coordena o laboratório, o que levou o LBMG a criar esse projeto foi a crescente demanda por essas metodologias. “O NUGEN é um projeto de extensão voltado à prestação de serviços em sequenciamento nucleotídico e análise de expressão gênica. Além de estar associado a projetos de pesquisa em parceria com hospitais e empresas, o NUGEN poderá ter um impacto significativo no atendimento à população por meio da oferta de serviços voltados ao diagnóstico e aconselhamento genético de pacientes” destaca a pesquisadora.

Para o diretor do Centro de Biociências, Graco Aurélio de Melo Viana, a criação do projeto imprime mais destaque às atividades do centro. “A pesquisa e a extensão têm sido prioridades no centro. A abertura desse núcleo mostra quão delicado e importante é o trabalho que os nossos professores e pesquisadores realizam aqui,  em prol da sociedade”, afirma.

Abordagem Genômica

A abordagem genômica vem sendo aplicada não só ao sequenciamento de genomas de espécies cultivadas, mas também de espécies não cultiváveis pelos métodos convencionais, como microrganismos de amostras ambientais, como solo e água, ou aqueles que vivem em simbiose, como os encontrados em intestinos de animais, sobre os quais conhecemos menos de 1% da diversidade biológica devido às limitações quanto ao cultivo.

Investir em genômica e pós-genômica vem sendo considerado estratégico no mundo inteiro. No Brasil, as primeiras iniciativas em projetos genomas ocorreram em meados da década de 1990. No ano 2000, o CNPq criou o Projeto Genoma Brasileiro, a partir da seleção de 25 grupos de pesquisa do Brasil, dentre os quais um grupo de pesquisa da UFRN, formado por professoras, que hoje fazem parte dos programas de pós-graduação em Biotecnologia (RENORBIO, conceito 5), Bioinformática (conceito 5) e Bioquímica (conceito 4).

LBMG na UFRN

Com a entrada na Rede Brasileira, um laboratório de sequenciamento nucleotídico, o Laboratório de Biologia Molecular e Genômica (LBMG-DBG-UFRN) foi estruturado na UFRN, atendendo a vários professores, principalmente do Centro de Biociências e do Centro de Ciências da Saúde. Recentemente, com a aprovação em editais, dois novos sequenciadores foram adquiridos. Esses novos equipamentos permitiram um incremento nas atividades de pesquisa em genômica dos programas de pós-graduação envolvidos.

Além da realização de projetos genoma, as metodologias de sequenciamento são utilizadas como rotina em uma série de experimentos de laboratórios de biologia molecular, como genotipagem. Com a utilização dessas metodologias é possível desenvolver tanto a pesquisa básica quanto aplicada em diversas áreas das ciências da vida e da saúde.

“Os estudos do genoma humano vêm possibilitando o diagnóstico de um número crescente de doenças, proporcionando uma melhor orientação dos pacientes e seus familiares. A demanda por essas avaliações vem se tornando cada vez mais expressiva, no entanto, sua disponibilização no RN está bastante limitada”, destaca a professora Lucymara Lima.

Além da aplicação para o diagnóstico de doenças, espera-se que a investigação da etiologia genética de doenças hereditárias e multifatoriais, como o câncer, contribua para o conhecimento da correlação entre genótipo e fenótipo nas mais diversas patologias, permitindo um melhor aconselhamento genético às famílias, além de contribuir para identificação de biomarcadores e desenvolvimento de novas abordagens terapêuticas.

As metodologias da genômica e da pós-genômica podem ser aplicadas ainda com as mais diversas finalidades no estudo de quaisquer seres vivos e vêm revolucionando áreas como Genética, Microbiologia, Bioquímica, Evolução, Biotecnologia e Agropecuária. Essas metodologias têm sido extensivamente usadas nos estudos de biodiversidade, no monitoramento populacional, na obtenção de novas variedades de interesse agronômico, entre outros.

Dentre os serviços disponíveis no Núcleo de Genômica encontram-se: Extração de ácidos nucleicos, qPCR, Sequenciamento Sanger (capilar), Sequenciamento NGS, Aconselhamento genético. Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail nucleodegenomica@gmail.com ou pelo telefone (84) 3211-9209.

Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*