No RN, 90% dos municípios apresentam índices alarmantes de dengue, chikungunya e zika

Segundo a Secretaria de Saúde, estado possui 2.278 casos confirmados de dengue, 52 de chikungunya e 19 de zika. E há 10 mortes notificadas ainda em processo de investigação.

 paulo-whitaker [640x480]

tualmente, 151 dos 167 municípios potiguares (o que representa 90,54% do total) apresentam índices de infestação predial classificados como de alerta ou de risco para casos de dengue, chikungunya e zika – doenças causadas pelo mosquito da dengue.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (22) pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), ao atualizar os dados coletados até 28 de abril.

“Apesar da queda do número de casos, em comparação com anos anteriores, ainda temos no RN alto índice de municípios com infestação predial, o que necessita um olhar mais atento das prefeituras para o controle vetorial”, disse Maria Lima, subcoordenadora de vigilância epidemiológica da Sesap.

Este ano, operações com carro fumacê foram realizadas em 16 municípios do estado: Campo Redondo (janeiro); Jucurutu, Natal, São Gonçalo do Amarante e Mossoró (fevereiro); Natal, Currais Novos, Passa e Fica e Bodó (março); João Câmara, Mossoró, São Vicente e Natal (abril); Campo Redondo, Caiçara do Norte, Caiçara do Rio do Vento, Bom Jesus, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Natal, São José de Mipibu, Pureza, Santo Antônio (maio).

De acordo com as normas do Ministério da Saúde, a utilização do carro fumacê só é indicada em localidades onde existe alto índice de infestação do mosquito Aedes aegypti e transmissão das arboviroses com casos notificados e confirmados.

Dengue

Desde o início de 2018 foram notificados 7.332 casos suspeitos de dengue, com 2.278 casos confirmados, o que representa 31,07% do total de casos. Em 2017, no mesmo período, o número de casos suspeitos era 4.092, sendo 707 confirmados.

Chikungunya

Neste ano de 2018 foram notificados 805 casos suspeitos e 52 confirmados para chikungunya. Já em 2017, no mesmo período, foram notificados 792 casos suspeitos e confirmados 239 casos.

Zika

Em 2018 foram notificados 143 casos suspeitos de zika, com 19 confirmados. Em 2017, o número de casos suspeitos era de 231 casos, sendo 03 confirmados.

Os óbitos notificados por dengue, zika e chikungunya são na sua maioria evitáveis tornando-se um indicador sensível da qualidade da assistência. Fazendo um recorte até a SE 17, nos anos de 2016 e 2017, foram notificados 244 e 49 óbitos respectivamente. Isso representou uma redução de 89,80% das notificações de mortes quando se faz a comparação 2016 com 2017.

Mortes

A Sesap ressalta que ainda não há mortes confirmados por arboviroses no ano de 2018, mas há o registro de 10 óbitos notificados em processo de investigação.

G1

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*