Mais chuvas para o Litoral e o Agreste do Nordeste

chuva [640x480]

Por ocasião da III Reunião de Análise e Previsão Climática para o Setor Leste da Região  Nordeste do Brasil, realizada em Aracajú/SE, nos dias 22 e 23 p.p., foram analisadas as condições regionais da pluviometria e globais dos oceanos e da atmosfera, assim como os resultados de modelos numéricos de previsão sazonal, visando elaborar o prognóstico climático para o trimestre junho, julho e agosto de 2014, sobre o setor leste da região Nordeste do Brasil. A reunião contou com a participação de meteorologistas dos centros estaduais de meteorologia e de diversos órgãos municipais, estaduais  e federais. O evento teve também a participação, via áudio-conferência e presencial, de meteorologistas do CPTEC/INPE, do INMET, assim como de usuários em diversas instituições do Brasil.

De acordo com os meteorologistas, a precipitação acumulada durante o mês de abril de 2014 mostrou o seguinte comportamento:  predominância de anomalias positivas nas regiões Central e Oeste dos estados do Rio Grande do Norte, Paraíba, norte da Bahia e sul do Piauí e em todo o Estado de Sergipe.  Anomalias negativas predominaram nas regiões agreste e leste dos estados do Rio Grande do Norte e Paraíba. No setor leste dos estados de Pernambuco, Alagoas e a Bahia, as chuvas acumuladas durante abril/2014, ficaram em torno da normal climatológica.

CONDIÇÕES  

As condições da Temperatura da Superfície do Mar (TSM) se apresentaram dentro da normalidade e em fase de transição para o aquecimento no Oceano  Pacífico equatorial leste. A oeste deste oceano observaram-se anomalias positivas em toda a sua extensão longitudinal. Próximo à costa do Peru, as águas continuaram a apresentar anomalias negativas fracas, em torno de -0,5°C. No Atlântico tropical, próximo do litoral das regiões Sul, Sudeste e no leste do NEB, observaram-se anomalias positivas. No restante da bacia do Atlântico tropical sul as TSMs encontraram-se dentro na normalidade.

PREVISÃO DO TRIMESTRE  

A previsão climática de consenso para o trimestre junho, julho e agosto de 2014 indica maior probabilidade de chuva nas categorias dentro da média a acima da normal climatológica no leste dos estados do nordeste brasileiro. Para a região norte do Nordeste o comportamento será climatológico. As seguintes categorias de probabilidades em relação à normal climatológica para a ocorrência de precipitação na costa leste do Nordeste foram definidas: 35% acima, 40% normal e 25% abaixo. Temperatura: em torno da normal climatológica

Segundo os meteorologistas, não se descarta grande variabilidade temporal e espacial da chuva, assim como a possibilidade de episódios de chuvas intensas decorrentes da atuação de distúrbios ondulatórios de leste. Recomenda-se a continuação do monitoramento e acompanhamento das previsões de tempo nas áreas do leste do Nordeste, bem como a evolução das condições do Oceano Atlântico tropical. Nesta avaliação foram utilizados os modelos do INPE/CPTEC, FUNCEME, INMET, NCEP, NCAR, COLA, NASA, ECMWF, UKMET e Météo-France.

 
EMPARN – Gerência de Transferência de Tecnologias e Comunicação
– Assessoria de Comunicação –

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*