Irregularidade motiva anulação de pleito antecipado na Câmara de Fernando Pedroza

FERNANDO PEDROZA – Através do Projeto de Resolução nº 001/2014, que teve deferimento unânime, a mesa diretora do Poder Legislativo municipal de Fernando Pedroza tornou nula a realização do pleito antecipado que escolheu a direção da Casa para o último biênio da atual legislatura: 2015-2016.
A eleição ocorreu no dia 18 de dezembro de 2013 e contou com a participação de duas chapas legalmente registradas. No citado processo eleitoral, agora oficialmente sem validade, venceu a chapa constituída pelos vereadores João Maria Braga, “João de Chota”, presidente; e Rivaldo Cruz, “Vavá”, vice-presidente, conquistando cinco votos.
O ex-prefeito Gondemário de Paula Miranda Júnior foi apontado como o grande articulador político na montagem da chapa vencedora da eleição interna do parlamento municipal e buscou evitar que a presidência fosse ocupada por um aliado do bloco governista que dá sustentação ao prefeito Daniel Pereira dos Santos.

MOTIVO
A chapa vencida foi composta pelos vereadores Joaquim Gorgônio Gonçalves Neto, “Jota Neto”, presidente; e, Edson Faustino, vice-presidente, tendo registrado três sufrágios.
De acordo com informação do presidente da Câmara, Magnos Paulo, a anulação foi motivada por um fato: o vereador Francisco Kleiber, “Tiva”, foi reconduzido para o cargo de 1º secretário, num flagrante desrespeito ao que prega o Regimento Interno, que proíbe a reeleição para os cargos diretivos do parlamento pedrozense.

Omossoroense

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*