Henrique solicitou mais da metade de todos os voos do Congresso

henrique 2

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, solicitou mais da metade das 91 viagens realizadas pela cúpula do Congresso Nacional nos primeiros seis meses deste ano com aviões da Força Aérea Brasileira (FAB). A informação foi publicada hoje, pelo jornal Folha de São Paulo. A média é de um voo a cada dois dias.

Porém, a média não foi essa durante todo o ano. Segundo a Folha, com base em dados passados pela Aeronáutica, quase um terço do total das viagens foi feito em junho, mesmo diante das manifestações que foram feitas em todo o país, cobrando mais atenção com os gastos públicos.

A Presidência da Câmara solicitou 61 voos até junho – 47 pedidos pelo presidente, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Natal, onde o parlamentar mora, foi um dos principais destinos. Nove pedidos partiram do deputado André Vargas (PT-PR), que substituiu Alves em ao menos três ocasiões.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), solicitou 27 voos desde que assumiu, em fevereiro, até junho. Além de Alagoas, seu reduto político, foi ao Rio, São Paulo, Ceará e Bahia. O antecessor de Renan, José Sarney (PMDB-AP), voou 18 vezes no mesmo período de 2012.

As outras cinco viagens foram feitas em janeiro pelo então presidente da Casa, Marco Maia (PT-RS), que voou 60 vezes de fevereiro a junho do ano passado. Decreto em vigor estabelece que as autoridades só podem usar as aeronaves oficiais em casos de segurança e emergência médica, viagens a serviço ou deslocamentos para seus locais de residência permanente.
TRANSPARÊNCIA

A Força Aérea Brasileira (FAB) começou a disponibilizar neste segunda-feira, no seu portal na internet, informações sobre viagens de autoridades em seus aviões. A medida é adotada após denúncias de uso indevido de aviões da FAB pelos presidentes da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e pelo ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves.

No portal da instituição www.fab.mil.br/acessoainformacao, na área Registro de Voos, o cidadão pode consultar a lista de autoridades que usou o serviço de transporte da FAB, locais de origem e destino, horas de pouso e decolagem, motivo da viagem e a previsão de passageiros. Dados referentes aos passageiros não constam na página, que exibe no final da listagem a observação “Demais informações deverão ser solicitadas diretamente à autoridade apoiada”.

De acordo com o Ministério da Defesa, por meio da assessoria, as informações serão disponibilizadas apenas no primeiro dia útil seguinte ao da viagem, até as 18h, por razões de segurança. Em casos de viagem com mais de um trecho, a informação será inserida na página da FAB no dia posterior à conclusão do último trecho.

O ministério informou ainda que a medida se dá após “entendimentos firmados no último dia 5 de julho entre os ministros da Defesa, Celso Amorim, e da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, com apoio do Comando da Aeronáutica”.

Fonte: Jornal de Hoje

 

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*