Hemocentro faz cadastro de doadores de medula óssea em Natal

No RN, mais de 200 pacientes estão na fila por transplante de medula. Probabilidade de encontrar doador compatível é de 1 para 100 mil.

 2_1mHITN0 (Copy)

Hemocentro do Rio Grande do Norte está realizando um cadastro de doadores de medula óssea em Natal. Atualmente, existem mais de 200 pacientes na fila de espera por um transplante no estado.

Para a instituição, o cadastro do maior número possível de pessoas é preciso porque a probabilidade de encontrar um doador compatível é de 1 para 100 mil, segundo o Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

O transplante de medula óssea é uma modalidade de tratamento indicada para doenças relacionadas com a fabricação de células do sangue e com deficiências no sistema imunológico.

Os principais beneficiados com o transplante são pacientes com leucemias originárias das células da medula óssea, linfomas, doenças originadas do sistema imune em geral, dos gânglios e do baço e anemias graves (adquiridas ou congênitas).

O cadastro acontece de segunda a sábado, das 7h às 18h, na Unidade da Avenida Alexandrino de Alencar, no bairro do Tirol, Zona Leste de Natal.

No Posto de Coleta da Zona Norte, na Avenida Itapetinga, no Conjunto Santarém, a ação ocorre de segunda à sexta, das 7h30 às 17h e no sábado, das 7h30 às 12h.

Para se tornar um doador é preciso:

  • Ter entre 18 e 55 anos
  • Estar bem de saúde
  • Não ter doença infecciosa ou incapacitante
  • Apresentar um documento oficial com foto

O doador deverá preencher um formulário com os dados pessoais, que precisam estar atualizados. Após o cadastro, será coletada uma amostra de sangue de 4 ml para o teste de tipagem, que verifica a compatibilidade do doador.

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*