Guamaré: qualquer semelhança com a realidade será mera coincidência

politica

Políticos x politiqueiros

Em tempos que precedem as eleições, devemos nos lembrar de que política é uma ciência, uma atividade nobre. Na verdade, a arte de se proporcionar o bem-estar a todos os cidadãos, de bem governar os povos. Devemos ter em mente, diletos leitores, que tudo aquilo vivido pelas pessoas no dia-a-dia de sua existência, de alguma forma, se traduz como resultado de uma ou outra decisão de cunho político. Assim, podemos afirmar com toda a certeza que o político tem em suas mãos o poder, outorgado pelo povo através das urnas para ser usado em prol desse mesmo povo, visando seu bem-estar social e econômico. Daí surge nossa responsabilidade diante do próximo pleito. Será necessário que saibamos observar, pois somente assim é que poderemos decidir entre políticos e politiqueiros.


Mas não se preocupem, pois posso afirmar que as diferenças existentes entre o político e o politiqueiro são perfeitamente perceptíveis aos olhos humanos e, consequentemente, aos olhos dos nobres eleitores. Então, vamos lá: o político tem a plena consciência de que foi eleito para servir o povo, satisfazer seus eleitores e atender aos anseios populares. Sendo assim, diletos leitores, o político é partidário da democracia. Por outro lado, o politiqueiro entende que é o dono do poder é ele, partindo de atitudes demagogicamente equivocadas e hipócritas, passa a impor suas vontades pessoais em detrimento das vontades de toda uma comunidade.

Passa a agir como um déspota, deixando de lado todo e qualquer princípio fundado na democracia.


Sim, e não paramos por aí. O político é aquele que trata da coisa pública como se fosse uma extensão de seu patrimônio. O politiqueiro não tem noção do que significa “coisa pública”, sendo que por diversas vezes, se desfaz desse patrimônio feito aquele filho pródigo.


Podemos observar ainda que o político se esforça para atender às reivindicações públicas, mas quando isso não se torna possível, assume seus fracassos. Em contrapartida, o politiqueiro é um homem de várias facetas, sendo que escolhe qual delas vai usar para se livrar de uma responsabilidade.


O político sempre irá procurar cumprir a legislação vigente, sobretudo quando entender que tais regras refletem o justo. Assim, caso entenda serem injustas tais regras, certamente irá lutar para modificá-las, aperfeiçoá-las ou mesmo extinguí-las. Do outro lado, o politiqueiro irá tripudiar sobre a legislação, procurará sempre burlar as regras, pois é portador de uma personalidade inconseqüente e pouco se importa com aquilo que é justo.

Fonte: Fabrício Dias de Oliveira

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*