Governo Federal vai investir em ações para enfrentamento às drogas no Estado

O Governo Federal vai investir no Estado em ações efetivas para o enfrentamento às drogas. O compromisso público foi assumido pelo Secretário Nacional de Políticas sobre as Drogas, Vitore André Zilio Maximiano, em reunião realizada na manhã desta sexta-feira (24), no auditório da Governadoria, atendendo a convite do Ministério Público Estadual (MPRN). “Vamos investir no Estado em ações de prevenção e cuidado”.

O titular da Senad palestrou sobre a problemática e o enfrentamento às drogas no Brasil e no mundo em reunião que teve a participação do Governador do Estado, Robinson Faria, do Procurador-Geral de Justiça, Rinaldo Reis Lima, do Corregedor-Geral do Ministério Público, Paulo Leão, entre outras autoridades, promotores de Justiça, religiosos, representantes da OAB, da Federação dos Muicípios, do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) e de movimentos sociais.

O Procurador-Geral de Justiça, Rinaldo Reis, reforçou que o enfrentamento às drogas será a principal prioridade do Ministério Público Estadual em sua nova gestão, durante os próximos dois anos e antecipou que convênio nesse sentido será firmado oficialmente com o Governdo do Estado no próximo dia 07/05 com o lançamento do projeto Transformando Destinos. “Sonhamos em tratar desse problema de forma macro e efetiva. E esse esforço nós dá a esperança de começar a vencer, a avançar nesse sentido”, disse.

Para o Governador Robinson Faria, para que seu governo possa ser lembrado por um legado de solidariedade, um governo humanista, é preciso não só quebrar paradigmas, como quebrar omissões. “Não vou me contentar se meu governo não governar para os últimos e os excluídos são aqueles que não tem sequer esperança de viver”, destacou.

O Governador informou que um diagnóstico sobre as drogas no Estado já foi feito e entre as estratégias de atuação está o apoio para os centros de reabilitação, o cuidado com crianças e adolescentes em situação de risco, além da reinserção do ex-usuário da droga no mercado de trabalho. “Vamos dar incentivo fiscal para as empresas. Se o ex-usuário não tiver oportunidade ele vai sucumbir”, anunciou.

Pedindo licença a todos os presentes para descontrair e utilizar um linguajar que classificou de “agresteiro”, proveniente de municípios do Agreste norte-rio-grandense como Santo Antônio do Salto da Onça, o Governador também assegurou a parceria por essa ação de cidadania. “A parada está topada”, garantiu.

Segundo o Secretário Nacional de Políticas sobre Drogas, Vitore Maximiano, o consumo de drogas em vários países mais desenvolvidos é maior do que no Brasil, contudo a associação da droga com os graves problemas sociais é uma combinação que aqui se mostra muito mais lesiva. Em países da Europa 23% da população fez menção de que consumiu maconha pelo menos uma vez na vida, nos Estados Unidos esse índice sobe para 44,5% ao passo que no Brasil esse índice é de 8,8%. Por sua vez, na França e na Espanha há um índice de 0,8 homicídios por grupo de 100 mil habitantes, no Brasil são 23 homicídios por grupo de 100 mil habitantes.

O Secretário da Senad fez um alerta para as drogas de laboratório que até o ano 2003 se tinha conhecimento de pouco mais de três dezenas delas e hoje em dia já são mais de 300 catalogadas, a grande maioria comercializadas pela internet.

Para Vitore Maximiano as estratégias com resultados no enfrentamento às drogas mostram a importância de se continuarinvestindo na redução da oferta, mas também na outra ponta, na redução da demanda, do usuário, sem esquecer dos investimentos em saúde e áreas sociais.

Ele finalizou demonstrando confiança no trabalho que o Governo e o MPRN pretendem iniciar de enfrentamento às drogas no Estado. “São mostras inequívocas da reponsabilidade pelas políticas sociais. Temos muito a avançar. Teremos investimentos importantes no Rio Grande do Norte”, disse.

Transformando Destinos –  é o nome do projeto que está sendo capitaneado no Ministério Público Estadual para lançamento no próximo dia 07/05, com o auxílio da Corregedoria-Geral do MPRN, da Associação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Ampern) e dos Centros de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça (CAOPs) da Saúde, Criminal, Cidadania e da Infância, Juventude e Família. Trata-se de projeto que visa minimizar a problemática das drogas através da articulação em municípios estratégicos do Estado, focando em ações de prevenção, atenção e redução de danos.

MPRN

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*