Governadora afirma que vai à convenção do DEM

A governadora Rosalba Ciarlini (DEM) afirma que vai à  Convenção Estadual do Democratas, no próximo domingo, para defender a candidatura dela à reeleição.  Em entrevista ao Jornal da Verdade, da RedeTV, Rosalba Ciarlini destacou que não  desistiu de concorrer e é a favor do DEM ter candidatura majoritária. “Sou favorável de ter um candidatura própria, se não querem o meu nome que apontem outro. Mas não ter candidatura foi uma decisão do Diretório, que precisa ser referendada na Convenção”, disse. A governadora teve seu nome previamente vetado, em reunião do Diretório do DEM realizada na semana passada. O Democratas decidiu, em votação, que a governadora Rosalba Ciarlini não será postulante à reeleição, visto que a estratégia é fortalecer a chapa proporcional.
rosalba

Para ampliar a perspectiva de composição com outros partidos, a legenda abdica de lançar candidatura própria ao Governo e ao Senado. Rosalba Ciarlini classificou a decisão como “ditatorial” e de  “discriminação” contra ela. “Todo cidadão tem o direito de dizer quero ou não quero e não ser obrigado a dizer que não, porque não pode. Numa decisão ditatorial [do partido]”, frisou.

Rosalba acusa a executiva de optar pelo “processo inverso” de modo a impedir que ela entre no páreo que poderia levar as eleições  para o segundo turno.  “Se existe um nome no partido, por que não? Como viabilizo alianças  se o meu partido está lutando para não me dar legenda? Qual o partido que vai me acreditar? É preciso ter a legenda para fazer as alianças”, destacou.

O desgaste da gestão e o processo que enfrenta na Justiça  pedindo a inelegibilidade foram apontados como argumentos pelo Diretório em desfavor da candidatura da governadora à reeleição.

A alta rejeição à gestão é justificada pelo ajuste fiscal realizado por meio de “medidas impopulares, duras, não recomendadas do ponto de vista político”, mas que começa a surtir efeito, como o empréstimo de R$ 540 milhões, para o RN sustentável, junto ao BIRD, citou. “Estou trabalhando, as ações estão começando a ser vistas pela população e o partido tomou uma  decisão que não concordo”, reiterou.

Em relação às dificuldades na Justiça Eleitoral, ela disse estar tranquila. “Não participaria se soubesse que era inelegível”, disse.

A TRIBUNA DO NORTE não conseguiu contato ontem com o senador  José Agripino para comentar as declarações da governadora. O senador, de acordo com a assessoria de imprensa, esteve durante toda a tarde de ontem em reunião com líderes da executiva nacional, no Rio de Janeiro. O deputado federal Felipe Maia preferiu não se pronunciar sobre o assunto.

Por ocasião da reunião do diretório, José Agripino afirmou que houve uma votação democrática para o partido tomar a decisão.  “A democracia existe para que você, em caso de dúvida, de conflitos de opiniões, dirimir ou esclarecer os fatos pela via do debate, da palavra aberta, dos argumentos apresentados e da deliberação”, comentou. Ele disse também que a instância do diretório é consultiva. “O órgão consultivo máximo do partido mostrou que 45, dos 59, acham que o DEM sobrevive pelas vias da coligação da eleição proporcional”, acrescentou, ao destacar o resultado da votação na qual os membros do diretório, que preferiram deliberar pela prioridade à chapa proporocional. “Não falo nem na condição eleitoral, mas vejo o arco de aliança. o fato é que o diretório do partido se manifestou por números que são muito claros”, destacou o senador, na ocasião.

Convenção estadual do DEM
Quando: Domingo, dia 15
Horário: das 9h às 13h
Local: sede do DEM em Natal – Av. Amintas Barros, 4488, Nova Descoberta

TN

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*