Deputado do DEM de Rosalba: “Estamos abertos ao PMDB e ao PSB de Wilma”

adecio

O deputado estadual José Adécio Costa (DEM) afirmou na manhã desta quarta-feira que o DEM está aberto a conversar sobre 2014 não só com o PMDB, que rompeu com a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), como também com a ex-governadora Wilma de Faria (PSB), principal líder oposicionista no Estado do Rio Grande do Norte. “Eu vou falar pelo que eu ouvi do presidente do meu partido, o senador José Agripino Maia. Nós estamos abertos a conversar com todos os segmentos político-partidários do RN, só não vamos conversar com o PT, porque o PT não quer conversa política com o DEM. Mas com o PMDB, com o PSB da governadora Wilma”, afirmou no deputado, durante entrevista esta manhã ao “Jornal da Cidade”, da FM 94.

“Nós não temos aqui barreira contra quem quer que seja”, arrematou o deputado José Adécio, antes de destacar que a possibilidade de DEM e PMDB estarem juntos num mesmo palanque nas eleições de 2014 é um real, especialmente numa chapa proporcional, quando os cargos em disputa são de deputado federal e estadual. “Com relação a essa possibilidade de coligação do PMDB com o DEM, a título de proporcionalidade para estadual e para federal, o próprio deputado Henrique Eduardo tem dito na imprensa que há, na verdade, essa possibilidade. O senador Garibaldi Alves tem dito que é amigo do senador José Agripino, recentemente tiveram reunião aqui em Natal, foram juntos para a cidade de Nova Cruz a convite do próprio senador. A minha opinião, se essa prevalece no partido, que é também a do presidente, é que nós não vamos fechar a porta para ninguém” afirmou o parlamentar.

Indagado sobre a possibilidade de aliança do DEM com a ex-governadora Wilma de Faria, vista como antítese do governo Rosalba Ciarlini, Zé Adécio ajuntou: “E qual é o problema? Não está todo mundo conversando?”, questionou, antes de destacar o que classificou como “situação privilegiada” da vice-prefeita de Natal segundo as pesquisas que medem a intenção de voto do eleitor potiguar para a sucessão do ano que vem. De acordo com o deputado democrata, a candidatura do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, presidente nacional do PSB, a presidente da República, libera Wilma a liderar um processo de formação de um palanque próprio para ela no Estado.

“A situação de Wilma é um privilégio. Ela hoje está muito bem aceita nas pesquisas, todo mundo sabe disso, e agora com essa candidatura já definida do Eduardo Campos, Wilma, a nível de partido, tenta ter uma posição que ela queira ou deseje, porque assim disse o presidente do partido dela, candidato a presidente da República recentemente em Mossoró. Então ela está autorizada pelo próprio presidente do partido”, afirmou Adécio.

“Garibaldi está isolado quando diz que só apoia quem estiver contra Rosalba”

O deputado José Adécio afirmou ainda, durante entrevista a 94 FM, que o ministro da Previdência é voz isolada dentro do PMDB, quando afirma que em 2014 o PMDB vai ficar com quem estiver contra o governo Rosalba Ciarlini. “Eu não vejo o senador Garibaldi como alguém radical e quando ele diz que o PMDB só apoia quem estiver contra o governo de Rosalba é uma posição isolada do senador, que nós respeitamos”, afirmou o deputado.

Em entrevista na última segunda-feira ao Jornal de Hoje, o ministro reforçou a tese de que o PMDB ficará em palanque oposto ao que estiver Rosalba nas eleições de 2014. “A única coisa que já há definição tomada pelo PMDB é que o partido terá no palanque aqueles que querem fazer oposição a Rosalba”, disse o ministro, momentos antes de embarcar rumo a Brasília.

Para José Adécio, porém, este é um fato que pode ser revisto porque o ministro “não é radical” e defende “uma posição isolada” dentro do próprio PMDB. “Claro, ele já rompeu, e para fazer justiça o senador Garibaldi pediu aos seus correligionários que entregasse os cargos comissionados, o que fez com muita dignidade, porque se se rompe com o governo o dever é entregar o cargo que está em suas mãos. Garibaldi disse aí, foi correto e tomou a posição. Eu não vejo o senador Garibaldi como alguém radical e quando ele diz que o PMDB só apoia quem estiver contra o governo de Rosalba é uma posição isolada do senador, que nós respeitamos”, disse Adécio.

“Não vejo vaias. Se fizer pesquisa, Rosalba estará bem melhor”

O deputado José Adécio disse ainda que por onde anda no Rio Grande do Norte acompanhando a governadora Rosalba Ciarlini não constata mais vaias, mas sim, aplausos à governadora do Estado. Ele também afirmou que se for feita uma pesquisa de opinião pública, o quadro de desgaste revelado pelas sondagens anteriores não existirá mais.

“Realmente eu tenho acompanhado a governadora em muitos locais e eu não vejo mais vaias, vejo em alguns lugares aplausos e acima de tudo ela chegando com obras e comprometendo-se”, afirmou o deputado, citando visitas que fez ao lado de Rosalba aos municípios de Caiçara do Rio dos Ventos, João Câmara, Parazinho, Jandaíra e mesmo Macau, considerada hostil a sua administração.

“Fomos levar o programa Mão Amiga a Caiçara do Rio dos Ventos e não vi vaia, vi aplausos. Viajei com ela para João Câmara, Parazinho e Jandaíra. Muita gente, prefeitos, vereadores de todos os partidos e eu vi muitas palmas. Estive também com a governadora na cidade de Macau, que é uma cidade que se dizia muito hostil a sua maneira de administrar e não houve vaias”, disse o deputado, informando que as visitas estavam relacionadas a investimentos em eólicas e inauguração do SAMU.

Para ele, a abertura da Festa do Boi, na última sexta-feira, consagrou o novo período da gestora estadual. “Numa prova inconteste de que as coisas mudaram, na festa do Boi eu me surpreendi, eu não estava no palanque, estava em baixo e vi muita gente. Ali estavam empresários do agronegócio, visitantes, muitas pessoas e não vi a governadora ser vaiada”, relatou o deputado.

“E recentemente eu estive com a governadora em um café da manhã na Cidade da Esperança e eu vi realmente o povo chegando ao governo Rosalba”, continuou o parlamentar, concluindo: “Eu acho que ela está fazendo o que deveria ter sido feito mais cedo, está saindo para o interior para dizer o que fez de bom, para se defender daquilo que eu acho que em alguns casos é injustiça e para dizer porque é governadora do Rio Grande do Norte. Eu vejo um quadro totalmente diferente e não tenho nenhum medo de dizer aqui que se houver uma nova pesquisa hoje o desgaste não é aquele que as pesquisas anteriores apresentaram”.

Fonte:  PORTAL JH OLINE

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*