Cidades driblam Lei da Copa e manterão aulas

aula

Brasília (AE) – Com o aval do Ministério da Educação (MEC), Estados e municípios decidiram driblar a Lei Geral da Copa. Levantamento da reportagem nas 12 cidades-sede e unidades da Federação que vão receber os jogos aponta que pelo menos cinco Estados e quatro cidades-sede vão manter atividades pedagógicas enquanto as bolas estiverem rolando nos gramados. Nos locais em que o calendário foi adaptado, as aulas começarão mais cedo – à exceção da Bahia, cujo ano letivo terá início só depois do carnaval e término em 26 de janeiro de 2015.

Escolas municipais de Curitiba manterão aulas durante a Copa, inclusive atividades extraclasse. Chancelados pelo parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE), Amazonas, Paraná, Pernambuco, Mato Grosso e Rio Grande do Sul terão aulas durante algum período do Mundial. No caso do Rio Grande do Sul, o recesso escolar de meio de ano será após o torneio – de 19 de julho a 3 de agosto. As redes municipais de Curitiba, Fortaleza, Manaus e Porto Alegre também vão manter atividades.

Relator da Lei Geral da Copa do Mundo, o deputado Vicente Cândido (PT-SP) afirma que a norma foi adotada porque dificilmente haverá atividades pedagógicas durante o evento. “Falar que vai ter aula no período de Copa é enganação. Quem achar que pode ter aula, tudo bem, mas é claro que na prática não haverá como ter aula em dia de jogo do Brasil ou outra partida importante. Onde tiver, vão liberar mais cedo”.

Já as escolas municipais de ensino fundamental e médio de São Paulo terão férias entre 12 de junho e 6 de julho de 2014, período das três primeiras fases da Copa do Mundo, que tem a capital paulista como uma das 12 sedes. O calendário, publicado ontem em portaria da Secretaria da Educação no Diário Oficial da Cidade, segue parcialmente as orientações da Lei Geral da Copa, que determina recesso nas escolas públicas e privadas durante todo o torneio.

Fonte: TN

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*