BAIXA EMISSÃO DE CARBONO NO CULTIVO DE MELÃO NO RN

Um dia de campo sobre o tema Produção de Melão no Semiárido com Baixa Emissão de Carbono, será realizado na Fazenda Experimental Rafael Fernandes, da Universidade Federal do Semi-árido (UFERSA), no Distrito de Alagoinha, em Mossoró, na próxima quinta-feira, dia 18. A Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) está participando da realização do evento juntamente com outras instituições, como a Embrapa Agroindústria Tropical, a Embrapa Semiárido, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) e a Agrícola Famosa.

O evento é promovido pela “Rede de pesquisa para redução dos impactos ambientais da produção de melão sobre as mudanças climáticas” (Repensa-Melão), para um público-alvo formado por produtores, extensionistas, pesquisadores, professores, alunos e demais interessados na cultura do melão. Vários experimentos vêm sendo realizados, com três anos de duração em Icapuí/CE, Mossoró/RN e Petrolina/PE, com avaliação do potencial de rotação do melão com leguminosas e gramíneas em sistemas de adubação verde, com e sem incorporação (plantio direto) da biomassa vegetal.

No dia de campo, os expositores vão abordar temas como pegada de carbono no melão, análise econômica do sistema de produção do meloeiro, gramíneas e leguminosas utilizadas como adubação verde no cultivo do melão e, ainda, o cultivo do melão em sistemas de adubação verde com e sem a incorporação da biomassa vegetal. Esses sistemas visam ampliar o estoque de carbono no solo, reduzir as emissões de gases de efeito estufa e, consequentemente, reduzir a pegada de carbono no melão brasileiro.

 

EMPARN – Gerência de Transferência de Tecnologias e Comunicação
– Assessoria de Comunicação –

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*