Assembleia geral discutirá pauta dos servidores municipais nesta quarta

sind

Nesta quarta-feira, 14, haverá uma assembleia geral do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) para definir alguns pontos na pauta de reivindicações que será entregue na prefeitura. O encontro será no auditório do Villa Oeste, a partir das 9h.

Segundo a presidente do Sindiserpum, Marleide Cunha, será construída uma pauta comum aos interesses de toda a categoria e um dos principais pontos que serão discutidos diz respeito a reajuste salarial.

“Nós queremos que a mudança de nossa data-base de maio para janeiro, pois igualaria ao reajuste do salário mínimo e a categoria não perderia tanto, pois os servidores perdem, pelo menos cinco meses, devido a inflação pegar parte deste reajuste quando chega para n[ós servidores.

Ela também esclarece que o auxílio-transporte está defasado desde 2011 e também será discutido nesta assembleia. “O cálculo para o auxílio-transporte está defasado desde 2011. Para se ter uma ideia, o valor deste auxílio ainda é de R$  1.090. Com o reajuste do mínimo os servidores tem tido perdido neste sentido e queremos que esse valor fique em dois salários de agora, e não o praticado em 2011”, revelou.

Marleide Cunha disse que entre as pautas específicas que serão discutidas neste encontro está a dos servidores administrativos que lutam pelo plano de carreira da categoria. “Teremos também pautas específicas onde os servidores da educação, saúde e os administrativos levarão propostas. Os administrativos levarão o de plano de carreira.”

A expectativa por parte da diretoria é que as pautas sejam aprovadas e logo em seguida serão entregues para o prefeito do município para analisar estes pontos. “No máximo até quinta-feira, 14, entregaremos as reivindicações para o prefeito e esperamos que ele atenda o nosso pleito, pois o reajuste dos servidores tem ficado bem abaixo do praticado com o salário mínimo. No ano passado, por exemplo, o mínimo teve reajuste de 14%, enquanto que nós recebemos menos de 6% de aumento”, disse a presidente.

Todos os servidores estão sendo convocados e são esperados entre 150 e 200 na assembelia geral, esclarece Marleide Cunha.

Defato

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*