Após mulher ser atropelada na beira da praia, Prefeitura de Galinhos pede fiscalização ao Detran

foto-caninde

G1/RN

A Prefeitura de Galinhos protocolou um ofício no Detran RN e na Companhia de Policiamento de Trânsido da PM pedindo reforço de fiscalização dos carros que trafegam irregularmente na beira da praia, além da instalação de sinalização na orla da cidade, que fica no litoral norte potiguar. O pedido foi realizado após uma banhista ter sido atropelada na manhã do último domingo (20), enquanto tomava banho de sol.

Em nota, o município afirmou que busca apoio para disciplinar o trânsito e proteger os turistas e a população que frequenta o destino turístico. “Galinhos é hoje um dos principais destinos turísticos do Estado. Cresce o número de turistas, mas também cresce a nossa responsabilidade. Solicitamos apoio ao Detran para disciplinar, sinalizar, proibir tráfego de carros na praia e fiscalizar”, afirmou o prefeito Fábio Rodrigues.

Galinhos não tem nenhuma lei municipal que proíba o tráfego de veículos pela praia, mas segundo o Detran, o trânsito já é proibido pela legislação estadual e federal.

Rose Damiana Gomes da Silva, de 49 anos, foi atropelada no domingo (20) e socorrida para Natal com fêmur e clavícula quebrados, além de vários hematomas e um corte profundo na cabeça. Segundo a família, ela tomava banho de sol deitada na areia, por volta das 10h, quando “uma caminhonete surgiu do nada”, e passou por cima dela. O motorista parou o carro metros depois, ao ser alertado do atropelamento. Ele teria ficado sem reação.

Motorista se defende

Por meio de nota, o empresário George Pessoa confirmou o atropelamento e disse que prestou apoio no socorro à vitima. O motorista afirmou que o local onde aconteceu o caso era uma entrada e saída de veículos e que desconhecia a proibição de tráfegar por lá. Ele ainda explicou que a vítima estava em um barranco, próxima a outro carro do qual ele desviou. Ele diz que dirigia devagar, mas a visibilidade não era boaEle alega que está sendo alvo de calúnias. “Desde o momento do acidente, participamos ativamente dos primeiros socorros e acompanhamos pessoalmente o tratamento de Rose. Sempre nos colocando à disposição, estamos prestando apoio sim”, afirmou em nota. De acordo com ele, a sua família comprou medicamentos, fraldas e tipoias para a paciente. “Minha esposa acompanhou pessoalmente e foi todos os dias ao hospital sempre se colocando à disposição da família”, pontuou.

O empresário ainda disse que propôs à família de Rose uma transferência de hospital.

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*