ALRN recolhe 121 celulares

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte conseguiu economizar R$ 1,3 milhão no primeiro quadrimeste deste ano. Além disso,  o gasto anual com telefone terá uma redução de R$ 450 mil. A informação foi dada ontem pelo presidente da Casa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza, ao comentar as medidas de contenção de gastos adotadas desde que assumiu o cargo. Numa entrevista do programa Meio Dia Cidade, Ezequiel disse terem sido recolhidos 121 aparelhos de telefone celular.  “Cada deputado tinha direito a um telefone celular e mais dois para assessores. Fizemos um levantamento e constatamos que havia telefones a mais. E aí, foram recolhidos esses 121 que já não eram mais de deputado nem de assessores da Assembleia Legislativa”, disse ele.

Com os cortes na folha de pessoal, Ezequiel disse que viabilizou a convoação dos primeiros 15 aprovados em concurso e pode trazer de volta uma compensação salarial para os servidores efetivos.

Na entrevista ele demonstrou preocupação com a situação das reservas hídricas que estão chegando ao fim após quatro anos de seca no semiárido e adiantou que  vai buscar,  mesmo no recesso parlamentar do meio do ano, levar adiante a proposta de unir a classe política do Nordeste em defesa de projetos que visam evitar o colapso total no abastecimento de água da região. No RN, as reservas nunca estiveram tão baixas. Os principais acudes acumulam apenas 24%. “Na minha opinião, nós só temos uma saída, que é dar celeridade às obras da transposição de águas do rio São Francisco. E sabemos que o Rio Grande do Norte será o último estado beneficiado.

Ezequiel disse que na próxima semana, mesmo no recesso parlamentar, uma comitiva de deputados potiguares vai fazer uma visita à Assembleia da Paraíba e posteriormente à de Pernambuco para tratar do assunto. A proposta, disse ele, é que essa seja uma questão regional, tendo à frente as bancadas regionais. E por que a Assembleia Legislativa?, perguntou ele durante entrevista ontem ao programa Meio Dia Cidade. “Porque a Assembleia é a caixa de ressonância da sociedade. Os deputados todos os dias recebem prefeitos, vereadores, lideranças e temos uma condição maior de mobilização (…) Estamos flertando com o abismo em relação à água aqui no Rio Grande do Norte. Na hora que o Nordeste estiver unido na bandeira da transposição, esse grito possa ecoar e ser ouvido pelo governo federal.”

Ezequiel defendeu ainda medidas para o setor primário nordestino, devastado pelos sucessivos anos de seca. O parlamentar contou o drama de um criador de Caicó que foi obrigado a se desfazer de uma vacaria, que produzia 4.500 litros de leite diários, porque não tinha mais condição de manter o rebanho.

Lembrou que recentemente foi aprovada a medida provisória que permite aos clubes de futebol prorrogar as dívidas por 30 anos. “Precisamos trazer essa discussão para o setor primário do Nordeste. Isso é uma questão política e precisamos ter força para isso. O RN tem uma banca de oito deputados e três senadores, mas na hora que juntar as bancadas do Rio Grande do Norte, Ceará, Paraíba e Pernambuco, aí sim, o governo vai nos ouvir.”

 

TN

Deixe uma resposta

Você pode usar essas tags e atributos HTML <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>


*